Ir para o conteúdo

Reconhecimento Portaria Nº 258, de 13/07/2011, DOU 14/07/2011.

MISSÃO DO CURSO

Propõe-se formar profissionais com profundos conhecimentos sobre seu objeto de estudo; o ser humano, aptos a elaborar o Diagnóstico Cinesiológico Funcional, elaborar o Prognóstico Cinesiológico Funcional, planejar estratégias de Intervenção Fisioterapêutica, induzir os métodos e técnicas fisioterapêuticas e decidir pela alta fisioterapêutica.


OBJETIVO DO CURSO

O Curso de Graduação em Fisioterapia da Faculdade Leão Sampaio tem como perfil a formação crítica, reflexiva e humana capacitando a atuação em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor científico e intelectual. Detém visão ampla e global, respeitando os princípios éticos/bioéticos e culturais do indivíduo e da coletividade. Para isso, o nosso corpo docente e de apoio, trabalha para que o aluno tenha condições de estudar o ser humano em todas as suas formas de expressão e potencialidades, quer nas alterações patológicas, cinético-funcionais, quer nas suas repercussões psíquicas e orgânicas, objetivando preservar, desenvolver e restaurar a integridade de órgãos, sistemas e funções, desde a elaboração do diagnóstico físico e funcional até à eleição e execução dos procedimentos fisioterapêuticos pertinentes a cada situação.


PERFIL DO EGRESSO

A formação do Fisioterapeuta tem por objetivo dotar o profissional dos conhecimentos requeridos para o exercício das seguintes habilidades específicas: Atuar multiprofissionalmente e interdisciplinarmente com extrema produtividade na promoção da saúde considerando as circunstâncias éticas, políticas, sociais, econômicas, ambientais e biológicas; Elaborar criticamente o diagnóstico cinético funcional e a intervenção fisioterapêutica, considerando o amplo espectro de questões clínicas e científicas, sendo capaz de intervir nas diversas áreas onde sua atuação profissional seja necessária; Desempenhar atividades de planejamento, organização e gestão de serviços de saúde públicos ou privados, além de assessorar, prestar consultorias e auditorias no âmbito de sua competência profissional; Manter controle sobre a eficácia dos recursos tecnológicos pertinentes à atuação fisioterapêutica garantindo sua qualidade e segurança; Conhecer métodos e técnicas de investigação e elaboração de trabalhos acadêmicos e científicos.


MERCADO DE TRABALHO

O Fisioterapeuta poderá atuar em um grande universo de áreas clínicas, como profissional liberal ou como contratados, nas áreas de: Fisioterapia Respiratória; Fisioterapia Cardiovascular; Fisioterapia Uro-Gineco-Obstétrica; Fisioterapia Geriátrica; Fisioterapia Neurofuncional; Fisioterapia Traumato-Ortopédica; Fisioterapia Dermatofuncional, Fisioterapia Desportiva, Terapia Manual entre outras; Nos centros de promoção de saúde coletiva; Nas unidades hospitalares (ambulatórios, enfermarias clínicas e cirúrgicas, unidades de terapia intensiva); Em escolas, clubes desportivos, academias e clínicas estéticas; Nas indústrias (produção de equipamentos de uso da Fisioterapia ou na prevenção e tratamento de doenças ocupacionais); Na educação (docência, atividades de extensão, pesquisa, supervisão técnica e administrativa, direção e coordenação de cursos).


1º Semestre
2º Semestre
3º Semestre
4º Semestre
5º Semestre
6º Semestre
7º Semestre
8º Semestre
9º Semestre
10º Semestre
1º Semestre
2º Semestre
3º Semestre
4º Semestre
5º Semestre
6º Semestre
7º Semestre
8º Semestre
9º Semestre
10º Semestre
Eletivas

Coordenação:

  • Gardenia Maria Martins de Oliveira - Lattes

    gardenia@leaosampaio.edu.br


Professores:

    Não ha links cadastrados.
Avaliação

Nosso sistema avaliativo consiste em duas avaliações bimestrais, realizadas da seguinte forma:

AV1 – peso 1
AV2 – peso 2

AVF – caso o aluno não tenha obtido a média suficiente para ser aprovado.

O somatório das notas e a divisão por 3 podem das os seguintes resultados:

a) De 0 a 3.9 – é necessário o aluno repetir a disciplina, porque o conteúdo não foi bem assimilado, está reprovado;
b) De 4,0 a 6,9 – é necessário estudar um pouco mais. O aluno necessita realizar a avaliação final (AVF) para que não haja prejuízos no seu aprendizado.

Após a final, deve-se observar que: a média, mais AVF, divididos por dois, deverá ter valor igual ou superior a 5,0. Se sua média foi 4,0, você irá para final por 6,0. Se sua média foi 6,0, você irá para a final por 5,0, porque a AVF não pode ser menor do que 5,0;

c) De 7,0 a 10,0 – o aluno está preparado para ingressar no semestre seguinte.

ATENÇÃO: O aluno tem direito a solicitar apenas uma 2ª chamada, referente à AV1 ou AV2, a ser realizada no final do semestre com o conteúdo de toda a disciplina. A solicitação deve ser através de requerimento junto ao Núcleo de Atendimento, mediante o pagamento da taxa. Logo, é importante não perder a avaliação. As atividades complementares passadas pelo professor auxiliam na nota da prova, mas não substituem a avaliação escrita.


Frequência às aulas

A presença às aulas é essencial a o aprendizado e ao bom desempenho acadêmico, o que se refletirá na caminhada rumo ao mercado de trabalho. Em necessidade de ausência, é responsabilidade do aluno adquirir o conteúdo e realizar as atividades proposta pelo professor. Em caso de doença, o aluno deverá apresentar o atestado até 5 dias após a data de sua emissão, solicitando o requerimento no Núcleo de Atendimento. Ressaltamos que atestado não abona faltas, apenas as justifica. Será reprovado o aluno que obtiver acima de 25% de faltas por disciplina. Portanto é importante administrar as ausências. Para a disciplina de estágio é necessário 100% da frequência.

Desenvolvido por DTI/Grupo Gestor | Nudetic