Ir para o conteúdo


Clique aqui!

Serviço Social em aula de campo

O Curso de Serviço Social promoveu no dia 18 de outubro uma aula de campo à cidade de Redenção. O propósito desta aula fora conhecer os fatos históricos que permearam o Ceará no período escravista. Para tanto os Professores Cristovão Maia, Maria Dalva Silva e Rita Fabiana Arrais, coordenadores da aula, junto com os alunos do primeiro e segundo períodos foram recepcionados pelo Secretário de Cultura e Turismo da cidade o Sr. Antônio Welder Benedito, que promoveu uma profunda palestra sobre a cidade de Redenção (primeira cidade do Brasil a libertar os escravos), bem como sobre o Museu do Negro Liberto.   A história do Brasil está entrelaçada a presença do negro em nossa terra, visto que a mão de obra escrava sustentou a economia por mais de 488 anos. Assim, tratados como animais, perseguidos e caçados no seu habitat, trazidos acorrentados através do Atlântico, sofrendo todo tipo de humilhação, os negros não tinham melhor sorte quando aportavam no seu local de trabalho. De certo, as questões de raça e racismo no Brasil necessitam de estudos e políticas públicas que viabilizem a redução da discrepância entre brancos, negros e pardos. Devido a intensas reivindicações criou-se a Lei nº 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003 que tem como foco a conscientização e reflexão sobre a importância da cultura e do povo africano na formação da cultura nacional. Portanto, a análise in loco dos sítios em que os fatos denegridores dos direitos humanos aconteciam nos proporcionou um conhecimento impar das situações desumanas a que foram submetidos os negros, assim como tais experiências irão somar-se a construção de indivíduos mais conscientes e críticos da sua funcionalidade social.     
Desenvolvido por DTI/Grupo Gestor | Nudetic